17/5/09

DE DERROTAS E HOMES

un grolo de whisky
-turba, lume e carballo-,
a voz de Chet Baker
e toda esta noite enorme
-silencio, silencio e diaño-
que non poderei enfrontar

11 comentarios:

Raposo dijo...

Sei do que falas: coñecín noites asi.

Anónimo dijo...

(...no me pude resistir, hay tanta loquita suelta...)ahora y antes me encanta tu prosa poética. Besos desde Huelva.
Ya sabes........

Mr Tichborne dijo...

Que ben telo de novo por aquí...
Un saúdo e un golpe de whisky

Milego dijo...
Este comentario ha sido eliminado por el autor.
Milego dijo...
Este comentario ha sido eliminado por el autor.
Nébeda dijo...

(perdoa polo anteriores comentario) e repito:


isto si que é unha bitácora... que marabilla.



un saúdo e moitas visitas.

Carla dijo...

há momentos assim na vida de todos nós!

Auréola Branca dijo...

Consegue enxergar teu silêncio no meu? O meu, apenas, é regado de lágrimas e devaneios...

Ah, anotei tuas duas indicações de livros. Irei ler, assim que possa.

Abraços.

A Conxurada dijo...

Esas noites longas...no que todo se antoxa máis eterno do que quixeramos.

Un bico.

Anónimo dijo...

Veo que has vuelto al BLOG. Me alegro. Ahora volveré a visitarlo. Antes estaba un poco..........inmóvil : )))

Luis (Ourense)

Auréola Branca dijo...

Venho, pois, arriscar-me
a um breve elogio
Sempre comentando as minhas artes
Sempre a falar do que crio

Hoje estou em poesia
Para dizer-te que agradeço
Tuas palavras, tua alegria
No meu humilde endereço

Digo-te sempre que está aberto
O meu Olhos Pretos para suas mensagens
Pois acredito que, de tudo,
Terá grande valia sua passagem

Obrigada, mais um vez eu digo...
A sua visita me levará sempre
Ao melhor que darás para mim
Através de contos, rimas ou artigos,
Traz a sua estória, meu amigo!!!

Estou meio tímida para deixar-te poesias (aventura de palavras que não domino direito), mas é a forma que achei de contemplar-te agora.
Abraços carinhosos.